domingo, 11 de outubro de 2009

Sinceridade


- Gosto do belo onde o encontro - disse-me. - Acho que é uma injustiça ligar-me a uma única pessoa. Penso, em teoria, que o casamento é a instituição mais tirânica da sociedade. Como é que um homem de honra ousa oferecer o que não depende só da sua vontade? Em geral, nunca se deveria prometer nada. A senhora não encontrará ninguém que possa dizer-lhe que eu alguma vez prometi seja o que for a alguém. Nem sequer prometo ir a um jantar quando sou convidado, limito-me a informar que recebi o convite. Nunca faço apostas e nunca jogo. O acaso é uma força demasiadamente grande para lhe dar hipóteses de me vencer. E é por isso que nunca prometerei a uma mulher ficar-lhe fiel. Ela deve aceitar-me como sou. Se condescender em partilhar o meu coração com outras, encontrará aí lugar bastante. Eis a razão pela qual nunca fiz uma declaração de amor a uma mulher. Espero sempre que ela me diga simples e francamente se lhe agradei o bastante para que já não tenha nada a recusar-me.

Wilhelmine Schroeder
in Memórias de Uma Cantora Alemã

5 comentários:

Anónimo disse...

A Maçã
Raul Seixas
Composição: Raul Seixas / Paulo Coelho

Se esse amor
Ficar entre nós dois
Vai ser tão pobre amor
Vai se gastar...

Se eu te amo e tu me amas
Um amor a dois profana
O amor de todos os mortais
Porque quem gosta de maçã
Irá gostar de todas
Porque todas são iguais...

Se eu te amo e tu me amas
E outro vem quando tu chamas
Como poderei te condenar
Infinita tua beleza
Como podes ficar presa
Que nem santa num altar...

Quando eu te escolhi
Para morar junto de mim
Eu quis ser tua alma
Ter seu corpo, tudo enfim
Mas compreendi
Que além de dois existem mais...

Amor só dura em liberdade
O ciúme é só vaidade
Sofro, mas eu vou te libertar
O que é que eu quero
Se eu te privo
Do que eu mais venero
Que é a beleza de deitar...

Quando a lua apareceu disse...

pois é bernardo.
temos muito para ler para ficarmos "em dia" porque não há duvida que o teu blog é muito interessante.

bjs aluados!
Sexywife and Husband

Libertya... disse...

sem duvida que a sinceridade devia imperar, mas sem confundi-la com rudeza ou desapego sentimental.
bjs libertos

Casal do Arrocha disse...

Sim amigo!
É a Tieta do Agreste, rs rs rs.
É um nick bastante interessante não?
Bjs...

carpe vitam! disse...

interesting. pudesse eu falar com esta personagem, perguntar-lhe-ia a opinião dele sobre as suas amantes terem outros amantes...