quarta-feira, 25 de março de 2009

Cliente


Escolhi sem pensar muito. Ele tinha um rosto interessante e um corpo atraente. Olhos e cabelos escuros. Na página da web dizia que tinha 29 anos e que fazia faculdade. Seria o meu primeiro amante profissional.
Meu corpo sentia fallta do seu e o meu desejo era avassalador. Nossos compromissos profissionais impediam nosso encontro. Eu morria de tesão em nossas sessões de sexo virtual e por telefone. Agora eu ardia mais, pois você me repetia de forma contundente que eramos livres.
Depois lembrar de alguns nomes a quem eu poderia ligar e de pensar nos olhos que me cobiçavam ali mesmo onde estava, optei por um estranho com quem não criaria vínculo. Viveria o momento e só.
Estava nervosa ao discar o número de Ricardo e foi com alívio que ouvi uma voz bonita e confiável. Controlei-me e disse sem rodeios, mas já usando um pouco de sedução, que precisava dos serviços dele para aquela noite. Ele respondeu que às 20:00 estaria livre.

Eu tinha decidido agir como um homem, ou pelo menos como imaginava que um homem fizesse em uma hora dessas. Falamos mais um pouco e acertamos nos encontrar em um motel da cidade.
A adrenalina estava a mil. Sentia medo e vontade. Assim me arrumei com cuidado, escolhi uma lingerie ousada, mas não vulgar. Usei meu perfume preferido e fui ao encontro.
Exatamente cinco minutos depois que cheguei me avisaram de sua chegada.Meio sem jeito, e já com um peignoir, recebi-o dizendo-lhe para ficar á vontade, quando quem precisava disso era eu.
A partir desse instante desisti de minha postura masculina e fui dizendo que estava nervosa, que era a primeira vez e que queria receber uma dose avassaldora de prazer.
Ele riu e se aproximou de mim. Disse-me para relaxar e que deixasse tudo por sua conta. Retribui o sorriso e cheguei mais perto. Nossos corpos se tocaram e toda a energia dos últimos dias vieram á tona naquele contato.
Eu me transformei em um ser totalmente sexual, mas dessa vez queria essencialmente receber prazer. Ele retirou meu robe preto, abriu meu sutiã e meus seios saltaram para as suas mãos . Meu mamilo enrigecia na sua boca com lambidas e chupadas.
Meu sexo pulsava e uma das mãos dele chegaram lá. Ele me sentou na beirada da cama e começou a me bolinar com habilidade de profissional. Eu gemia e ele me chupava . Alternava dedos e língua . Fui para o centro da cama e ele continuou a beber o liquido que saía de mim, enquanto esfregava seu membro no colchão.
Eu já estava louca e regida pelo tesão. Pedi para que ele se deitasse e me ajoelhei de maneira a ficar com o meu sexo em contato com o rosto dele que ficou todo tão húmido quanto eu estava. Senti como se ele me bebesse toda e gozei com sua língua me penetrando.

Exausta, fui tomar um banho. Tive vontade de dispensá-lo ali. Mas, deitei-me um pouco e ele foi tomar um banho. Ao retornar, perguntou se eu queria uma massagem. Não recusei e me entreguei novamente as mãos que começaram a acariciar meus ombros, desceram pelas costas e chegaram à minha bunda com sensualidade .
Ele deitou-se sobre mim. Senti seu hálito na minha nuca e seu membro. Eu estava pronta outra vez. Virei-me. Entreguei-lhe o preservativo e fui penetrada com vigor . Cruzei minhas pernas em suas costas e o senti dentro de mim. Não pensei nele, meu ritmo buscava o meu gozo enquanto eu me mexia e dizia bobagens. Gozei intensamente e ele também.

3 comentários:

Blogues Eróticos disse...

Boas, tomei a liberdade de postar este blogue no "Blogues Eróticos Tugas". Temos lá um selo de recomendado aqui para o blogue.
Parabéns pelo blogue e Boas postagens.

Quando a lua apareceu disse...

realmente não nos cansamos de dizer que é um prazer vir aqui ler as vossas histórias!
escrevem bem e têm gosto.
bjs aluados de tesão
Sexywife and Husband

DESIRE disse...

Hummmmmmm mais uma vez uma delícia escaldante!
Beijos prometidos